Brasil é derrotado pela Bélgica e segue fora do Grupo Mundial da Copa Davis

Brasil é derrotado pela Bélgica e segue fora do Grupo Mundial da Copa Davis

Nem mesmo o fato de jogar em casa, em Uberlândia, fez com que o Brasil voltasse ao Grupo Mundial da Copa Davis, além disso, também não foi dessa vez que o Brasil ganhou da Bélgica na única competição entre nações que acontece anualmente no tênis masculino – entre as mulheres há a Fed Cup que a versão feminina da Davis.

Foi o quarto confronto entres as duas nações, o primeiro no Brasil, que mesmo jogando em casa acabou superado, por 3 a 1. Com isso, o Brasil ficou de fora da fase final do grupo mundial, que será disputado entre os dias 18 a 24 de novembro, em Madrid, na Espanha.

O primeiro dia do confronto, disputado no Ginásio Tancredo Neves, o Sabiazinho, em Uberlândia, terminou empatado, 1 a 1, com Thiago Monteiro vencendo Arthur de Greef, por 2 a 0, parciais de 6-3 e 6-2, enquanto Rogerinho foi derrotado por Kimmer Coppejans, 2 a 0, com um duplo 6-4.

Por isso, havia uma grande expectativa com relação ao jogo de duplas, já que Bruno e Marcelo estão muito acima dos belgas no ranking mundial individual de duplas. Porém, os mineiros não resistiram ao ótimo dia de Sander Gillé e Joran Vliegen, que venceram por 2 a 0, parciais de 6-4 e 7-6 (7/4).

Com a derrota, Thiago Monteiro entrou pressionado em quadra para enfrentar Kimmer Coppejans, uma vez que a chance de continuar sonhando com a classificação para a final dependia dele vencer a partida. Mas errou muito e o belga acabou fazendo 2 a 0, parciais de 6-3 e 6-4. Com isso, o confronto entre Rogério Dutra e Arthur de Greef foi cancelado.

Outros jogos:

  • Uzbequistão 2 x 3 Sérvia
  • Austrália 4 x 0 Bósnia
  • India 1 x 3 Itália
  • Alemanha 5 x 0 Hungria
  • Casaquistão 3 x 1 Portugal
  • República Tcheca 1 x 3 Holanda
  • Eslováquia2 x 3 Canadá
  • China 2 x 3 Japão
  • Suíça 1 x 3 Rússia
  • Colômbia 4 x 0 Suécia
  • Áustria 2 x 3 Chile

Os vencedores estão classificados para a fase final, juntando-se à Espanha, país anfitrião, França, Croácia, Estados Unidos, os melhores do ranking, e ainda Argentina e Reino Unido, que entram com wild card.

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *