Mineiro de Uberada, João Menezes faz história no Pan de Lima

Mineiro de Uberada, João Menezes faz história no Pan de Lima

O tênis mineiro está mais uma vez em evidência. Quem coloca o esporte e o Estado no foco das atenções é João Menezes, de 22 anos, nascido em Uberaba. Ele conquistou a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos Lima’2019, ao derrotar, na final, o chileno Tomaz Barrios, por 2 a 1 (7-5, 3-6 e 6-4). Esta foi a oitava medalha do Brasil no t}ênis dos Jogos Pan-Americanos, sendo a sexta de ouro. O paísm tem também uma de prata e uma de bronze.

João começou a jogar tênis aqos 12 anos, por influência do pai e do avô, que também foram jogadores. Sua estreia no circuito mundial, no entanto, aconteceu tradiamente, aos 16 anos, quando disputa seu primeiro curcuito ITF. E neste, chega ao 26º lugar do ranking mundial juvenil. Seu resultado mais espetacular foi o vice-campeonato da categoria no US Open, quando jogou ao lado de Rafael Matos. Na oportunidade foram derrotados pelo australiano Omar Jasika, que venceram por 2 a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (8/6).

Isso aconteceu em 2014, ano em que também disputou os torneios de Roland Garros e Wimbledon, sempre no juvenil, e foi vice-campeãodo Banana Bowl, tendo sido finalista do Future de Plantation (USA F8).

Em 2015, representou o Brasil no Pan de Toronto, chegando às oitavas-de-final de Guadalajara. Em 2016 muda-se para Barcelona, onde passa a treinar na academia do ex-top 40 Galo Blanco. Vence o Future de Quito, no Equador. Em 2017, No ano seguinte, ganha o Future de Oviedo,na EspanhaFica ente os numeros 500 e 700 do ranking da ATP.

O ano de 2018 chega, com ele conquiastando resultados expressivos em torneios future, conquistando 14 vitórias em 15 jogos. Foi campeão em dois torneios e vice em outro. Voltou a treinar no Brasil e a disputar torneios challengers. Alcança o número 398 do mundo.

Chega o ano de 2019 e ele consegue bons resultados em challengers. Foi cameão em Samarkand, Uzbequistão, perdendo apenas um set na campanha. Venceu, na final, o francês francês Corentin Moutet, então número 123° do mundo, que era o favorito ao título, por 2 a 0 – 76 (7-2) e 76 (9-7). Subiu 69 posi no ranking, com esse resultado, tornando-se o 286 do mundo. Continuou subindo no ranking, chegando a 212.Isso lhe garante vaga no qualifying do US Open e torna-se o tenista n°2 do Brasil.

Valeu também a vaga nos Jogos Pan-Americanos. Antes da final, ele venceu o ururguaio Franco Roncadelli, na estreia, por 2 a 0, com um duplo 6-4. Depois bateu argentino Francisco Cerondulo, 2 a 1 (6-2, 3-6 e 6-4). Nas oitavas ganhou do chileno Nicolás Jarry, 2 a 0 (7-5 e 6-4). Na semifinal ganhou dom argentino Tomas Barrios, 2 a 1 (4-6, 6-2 e 6-4).

Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *